“A ARTE DE VIVER DE FÉ”

02

maio

De onde vem a fé? A fé não vem do mar, nem dos alineantes canais de televisão.


Os Paralamas do Sucesso lançaram a música Alagados em 1986, chamando a atenção para as favelas de Alagados Bahia, Favela da Maré RJ, e Trenchtown, da Jamaica, onde viveram músicos famosos de reggae, como Bob Marley, Bunny Wailer e Peter Tosh. O refrão da música dizia o seguinte:

Alagados, Trenchtown, Favela da Maré
A esperança não vem do mar
Nem das antenas de TV
A arte de viver da fé
Só não se sabe fé em quê
A arte de viver da fé
Só não se sabe fé em quê

De onde vem a  fé? A fé não vem do mar, nem dos alineantes canais de televisão. A fé, também não vem da religião que promete livramento e prosperidade se houver uma contribuição generosa, ou se a pessoa participar de uma determinada corrente. Diante da miséria, pobreza, violência, e quando acontece uma grande tragédia os religiosos de plantão não tem muito o que dizer.

 

Como tentar explicar tamanha tragédia e crer novamente que a vida pode continuar, especialmente para aqueles que não só perderam bens, mas seus entes queridos. É a arte de viver de fé. De crer que vida é além de tudo um presente dado por por Deus. E mesmo que haja a saudade, a dor, há um clamor insistente pela vida colocada dentro de cada ser humano. Enquanto se chora, se lamenta, é preciso viver, é preciso reconstruir.

Creio, que Deus rege o mundo também pelas leis da natureza, e nem sempre ele vai intervir nessas leis para evitar certas tragédias. Ele deu ao homem sabedoria e capacidade para saber viver, construir e reconstruir. A ambição de pessoas que possuem mais do que precisam para viver, leva outros a morar em condições precárias correndo riscos. Políticos irresponsáveis que usam os impostos indevidamente,  legislam em causa própria aumentando seus salários, e levam o nosso país a um nível vergonhoso de sobrevivência.

Onde andará a justiça
Outrora perdida?
Some a resposta na voz
E na vez de quem manda
Homens com tanto poder
E nenhum coração
Gente que compra e que vende
A moral da nação

(João Alexandre)

O que é a fé? Fé não é crer que  Deus livrar você de todas as tragédias. Jesus não prometeu isso. A arte de viver de fé é crer que, não importa o que você sofra, não importa a tragédia, mesmo que seja a morte. A morte não é a contingência ultima para que crê em Jesus Cristo: Disse-lhe Jesus: “Eu sou a ressurreição e a vida. Aquele que crê em mim, ainda que morra, viverá; e quem vive e crê em mim, não morrerá eternamente. Você crê nisso?” (João 11.25,26)

É assim que eu creio. Creio num Deus que também lamenta tantas mortes que poderia ser evitadas. Creio em Jesus que chorou diante da morte (João 11.35). A morte não foi aceita por Ele como natural, e deve ser lamentada, não comemorada. Ainda há esperança para quem crê, há um justo Juiz que se indigna todos os dias (Salmos 7.11).

Brasil olha pra cima
Existe uma chance
De ser novamente feliz
Brasil há uma esperança!
Volta teus olhos pra Deus,
Justo Juiz!

(João Alexandre)

Pr. Roque Carvalho



Comente: