AS TRÊS PENEIRAS

08

nov

Se uma pessoa procurasse você e dissesse que tem algo para lhe contar em relação à outra pessoa o que você faria?


AS TRÊS PENEIRAS

 

Há uma história atribuída ao filosofo Grego, Sócrates, que muito pode nos ensinar sobre como manter-nos em silêncio em relação a um assunto que diz respeito ao nosso próximo. A partir da história com o titulo de Três Peneiras, eu convido você a refletir comigo sobre este assunto. Antes, coloquemos em nossas mentes que peneira serve como um filtro para evitar que somente o que é necessário chega a um determinado destino.

 

A PENEIRA DA VERDADE

2ª Co 13: 8 “Porque nada podemos contra a verdade, porém, a favor da verdade”.

Se uma pessoa procurasse você e dissesse que tem algo para lhe contar em relação à outra pessoa o que você faria? Dependendo do assunto, dependendo da pessoa, ou da curiosidade, você ouviria? Que padrões você colocaria para que o assunto lhe fosse contado? Vamos supor então, pensando como o filósofo, que você exigisse o seguinte: Antes de me contar o que você vai me dizer você passou na peneira da verdade? Mesmo que a resposta fosse sim, antes que tudo fosse verbalizado você então diria: espere, ainda falta ainda outra questão.

 

A PENEIRA DA BONDADE

Não digam palavras que façam mal aos outros, mas usem apenas palavras boas, que ajudem os outros a crescer na fé e a conseguir o que necessitam, para aquilo vocês dizem faça bem aos que ouvem (Efésios 4.29) (Bíblia na Linguagem de Hoje).

 

O que você vai me contar já foi passado na peneira da bondade? O que você vai me contar, embora seja verdadeiro, é bom, edifica, constrói, prejudica alguém, trás graça ou dês-graça. Suponhamos então que haja a confirmação de sim. Você então argumentaria, espere, não me conte ainda, há outra peneira que este assunto precisa ser passado.

 

A PENEIRA DA NECESSIDADE

Cl 4.6 A vossa palavra seja sempre com graça, temperada com [sal], para saberdes como deveis responder a cada um.

O que você vai me contar já foi passado na peneira da necessidade? O que você vai me contar é realmente necessário ou eu poderia passar sem isto? Vai melhora a minha vida? Vai melhorar a vida da outra pessoa? Vai trazer algum bem a cidade, a família, a empresa, ao país, a igreja, a escola, ao planeta? É necessário contar, ou eu posso passar sem isto?

 

Se passar pelas três peneiras conte, caso contrário, esqueça. Será um fato a menos para envenenar o ambiente e trazer a discórdia. Devemos ser sempre a estação terminal de um comentário infeliz.

 

Deixo ainda um provérbio:

Melhor é o longânimo do que o valente; e o que domina o seu espírito do que o que toma uma cidade. (Pv 16.32).

Pr. Roque Carvalho



Comente: