MALDIÇÃO HEREDITÁRIA?

04

ago

Em Jeremias 31. 29,30, Deus diz que haveria um tempo em que ninguém levaria sobre si os pecados de seus antepassados. Se os pais chupassem uvas verdes, os dentes dos filhos não se embotariam.


Os pregadores da maldição hereditária afirmam que há pecados ou males cometidos que algum antepassado tenha praticado que são passadas as gerações posteriores. Há uma lista infinda de males e pecados passados pelos antepassados como: divórcio, vícios, depressão, adultério, diabete, etc.

 

A maldição precisa ser descoberta e quebrada. É preciso identificar qual a geração que está afetando a pessoa e transmitiu esta maldição. O assunto é vasto e muitos textos bíblicos utilizados para tal ensino.

Em Jeremias 31. 29,30, Deus diz que haveria um tempo em que ninguém levaria sobre si os pecados de seus antepassados. Se os pais chupassem uvas verdes, os dentes dos filhos não se embotariam. Os dentes dos pais, sim. Os dos filhos, não. No mesmo capitulo, após esta declaração, Deus faz o anuncio da nova aliança (Jr 31.31-34), por meio de Jesus Cristo (Mt 26.28). Na nova aliança, a responsabilidade é pessoal. Pai não transfere culpa, filho não herda culpa. Há ainda o texto de Ezequiel:Eis que todas as almas são minhas; como o é a alma do pai, assim também a alma do filho é minha: a alma que pecar, essa morrerá. ” (Ez 18.2-4). A responsabilidade é pessoal.

 

Quem está em Cristo é nova criatura (2Co 5.17). Seu passado morreu. O seguidor de Jesus não tem passado, ele foi abolido no sangue de Jesus: Nele temos a redenção por meio de seu sangue, o perdão dos pecados, de acordo com as riquezas da graça de Deus”, (Efésios 1.7).

 

Assim como não há salvação hereditária, bênção hereditária. Não há condenação hereditária, não há maldição hereditária. Cada pessoa responde por si, diante de Deus.

 

O que meus pais, avós e bisavós fizeram, não importa.  Importa o que você e eu fazemos. Como você faz uso de sua liberdade e como você se porta diante de Deus é que conta.

 

Assim creio

 

Pr. Roque Carvalho

 

 

 



Comente: