O PODER DAS PALAVRAS

18

ago

Como você transmite as palavras? Com humildade ou com arrogância? Por que as palavras são importantes para o relacionamento?


 

Você já pensou sobre a força das palavras? Na força negativa e positiva? Sim, afinal, as palavras podem libertar e oprimir, alegrar e entristecer, fazer viver e fazer morrer, aliviar e angustiar, rir e chorar, incentivar e esmorecer, amar e odiar e assim tantas coisas mais.

A palavra faz parte da nossa essência: com ela, nos acercamos do outro, nos entregamos ou nos negamos, apaziguamos, ferimos e matamos. Com a palavra, liquidamos negócios, amores. Uma palavra confere o nome ao filho que nasce e ao navio que transportará vidas ou armas. “Vá”, “Venha”, “Fique”, “Eu vou”, “Eu não sei”, “Eu quero, mas não posso”, “Eu não sou capaz”, “Sim, eu mereço” – dessa forma, marcamos as nossas escolhas.

Palavras podem ofender, entristecer, magoar, deixar marcas para toda a vida. Deus nos criou para dominar sobre todas as coisas, menos o outro e claro e o próprio Deus. Ele disse ao Homem: “… domine ele sobre os peixes do mar, sobre as aves do céu, sobre os animais domésticos, e sobre toda a terra, e sobre todo réptil que se arrasta sobre a terra”, (Gn 1.26). Viemos ao mundo para dominar e dar nomes às coisas, dessa forma nos tornamos senhores delas ou servos de quem as batizar antes de nós.

 Quais são as palavras que mais saem da sua boca? São palavras de amor, de irritação, palavras ditas só por falar, palavras que apoiaram, ridicularizaram. Como você transmite as palavras? Com humildade ou com arrogância? Por que as palavras são importantes para o relacionamento?

Um filho e seu pai caminhavam pelas montanhas. De repente seu filho cai, machuca e grita: – “Aiiii!” Para sua surpresa escuta a voz se repetir, em algum lugar da montanha: – “Aiiii!!” Curioso, pergunta: – “Quem é você??” Recebe como resposta: – “Quem é você??” Contrariado, grita: – “Seu covarde!!” Escuta como resposta: – “Seu covarde!!” Olha para o pai e pergunta aflito: – “O que é isso?” O pai sorri e fala: – “Meu filho preste atenção”. Então o pai grita em direção à montanha: – “Eu admiro você!” A voz responde: – “Eu admiro você!” De novo o homem grita: – “Você é um campeão!” A voz responde: – “Você é um campeão!” O menino fica espantado, não entende. Então o pai explica: – “As pessoas chamam isso de ECO, mas na verdade isso é a vida. Ela lhe dá de volta tudo o que você diz ou faz”.

Nossa vida é simplesmente o reflexo de nossas ações.  Se você quer mais amor das pessoas, crie mais amor no seu coração. Se você quer mais atenção seja atencioso. Tanto no plano pessoal quanto no profissional, a vida vai lhe dar de volta o que você deu a ela.

Há um provérbio chinês que diz o seguinte: “A gente todos os dias arruma os cabelos: por que não o coração?” Conhecemos um pássaro pelo seu canto, e um homem, pelas suas palavras”. (Paulo E. Holdcraft) “Você pode se lamentar muitas vezes por ter pronunciado uma palavra indelicada, mas nunca por ter pronunciado uma palavra bondosa” (Bert Estabrook).

Há poder em suas palavras, e o seu coração pode ser a fonte das suas palavras: “a boca fala do que o coração está cheio”, (Mt 12.34, 15.18).

Pr. Roque Carvalho



Comente: