O SEGREDO DE VIVER CONTENTE

26

set

Paulo crê na suficiência de Cristo, não somente para o bom da vida, mas qualquer situação.


Certo homem entrou numa barbearia de muletas, em meio a uma chuva que não cessava a mais de uma semana. Esperando para ser atendido ele observou que todos reclamavam muito da chuva. Depois de esperar um longo tempo ele sentou na cadeira do barbeiro que expressou a seguinte frase: “que chuva maldita, não para”. Olhando para o barbeiro, e aos olhos de outros que esperavam ele disse: “Faz parte da natureza”.

 

Porque este homem era muito mais paciente do que todos os outros? Talvez, o fato de não ter as duas pernas era muito pior do que chuva sobre a cabeça. Ele aprendeu por experiência que há algo muito pior para tirar a alegria. Como viver contente em meio há tantos desafios e adversidades que nos circunda diariamente? Há um homem na Bíblia que nos dá o segredo de vivermos contentes, mesmo diante das dificuldades: “Não digo isto por causa de necessidade, porque já aprendi a contentar-me com as circunstâncias em que me encontre. Sei passar falta, e sei também ter abundância; em toda maneira e em todas as coisas estou experimentado, tanto em ter fartura, como em passar fome; tanto em ter abundância, como em padecer necessidade”,(Filipenses 4.11,12).

 

As circunstâncias não são capazes de roubar a sua alegria. Ele sabe ter fartura, mas também sabe passar necessidades. Ele sabe lidar com os dias maus e bons, “aprendi a contentar-me”. Pouca diferença fazia para ele se o dia estivesse de sol ou de chuva, frio ou quente, ventania ou brisa. Se fosse ou não convidado para uma festa, se recebesse ou não um presente. Ser contente é um sentimento a ser aprendido, ninguém nasce sabendo o segredo do contentamento. Qual era o segredo de Paulo? Como ele aprendeu a ser contente?

Paulo podia desfrutar desta alegria por que ele cria que Deus o sustentaria em todos os momentos da sua vida: Posso todas as coisas naquele que me fortalece”. (Filipenses 4.14). Paulo crê na suficiência de Cristo, não somente para o bom da vida, mas qualquer situação. POSSO, TODAS AS COISAS, NÃO SOMENTE UMA PARTE, MAS TODAS. O que fortalece este homem e o mantém contente não é a segurança bancaria, é a fé em Jesus Cristo.

 

O Filme Pollyanna, de Walt Disney, estrelado pela menina Hailey Mills, faz o papel de uma pequena órfã que ilumina a vida de todos que a conhecem. Seus pais morrem e ela vai morar com sua tia Polly, preocupada com aparências, política e posses, tem problemas em aceitar a alegria da sobrinha. Ela muda a vida de toda a cidade ensinando a todos o segredo do contentamento. Ela aprendeu com seu pai o segredo de se manter contente, sempre olhando para a vida com um olhar positivo. Quando ela esperava uma boneca de presente, houve um problema no transporte e em vez de uma boneca ela recebeu um par de muletas. Logo ela interpretou que era um mau sinal, mas o pai diz para ela que não, e que ela deveria ver a vida sempre pelo lado bom. O lado bom das muletas era de que ela não precisava delas. E assim ainda tinha motivos para continuar contente.

Aprendemos que a alegria não é viver isentos de conflitos, de problemas, de adversidades, mesmos que eles aconteçam ainda assim permanecer contente. Viver com esperança, esperando sempre o melhor, olhando a vida com otimismo e não com pessimismos. Está é a suficiência que Jesus Cristo nos dá.

Pr. Roque Carvalho



Comente: