OS ESPINHOS DA VIDA

24

ago

Há espinhos na família, no setor de trabalho, na escola, no dia a dia da vida. Há pessoas que ferem com palavras, com atitudes, com pensamentos, e até com olhares.


 

Tudo começou no Gênesis, o livro da criação. Somos informados sobre os espinhos e abrolhos da vida: “Ela lhe dará espinhos… (Gn 3.18)”.   Ali começou tudo e, até hoje somos obrigados a conviver de perto com as diferentes tragédias. Devido ao pecado de Adão e Eva, Deus usou a expressão que ocorreria em suas vidas, em ralação os sofrimentos as dores que seriam produzidos pela desobediência.

Espinhos são pontiagudos, machucam, ferem, incomodam e infeccionam. Uma pequena farpa que no dedinho mindinho causa um tremendo desconforto. Há muitos espinhos a nos ferir, alguns para o nosso bem e outros não.

Há os espinhos usados por Deus para disciplinar: “Portanto, eis que lhe cercarei o caminho com espinhos, e contra ela levantarei uma sebe, para que ela não ache as suas veredas”.(Oséia 2.6). O objetivo de Deus era mostrar ao seu povo o erro cometido. Objetivo é disciplina, quebrantamento. Deus fará qualquer coisa para nos levar ao centro de sua vontade. E muitas vezes ele usará a disciplina, a adversidade. No entanto, ele nunca que destruir ou ferir ninguém, mas destruir as atitudes erradas que habitam nessas pessoas. Deus não é somente amor, ele também é pai e qual é filho que o pai que não corrige? Até mesmo Jesus, como filho, é citado como exemplo de sofrimento e obediência.: Hebreus 5.8 ainda que era Filho, aprendeu a obediência por meio daquilo que sofreu.

 

Há também os espinhos que não vêm de Deus, vem de pessoas. A Bíblia também nos fala sobre eles: “O melhor deles é como um espinho; o mais reto é pior do que uma sebe de espinhos…” (Miquéias 7.4). O melhor homem neste contexto era como um espinho que fere. O mais reto era como uma sebe de espinhos.

 

Há espinhos na família, no setor de trabalho, na escola, no dia a dia da vida. Há pessoas que ferem com palavras, com atitudes, com pensamentos, e até com olhares. Há espinhos que ferem, e às vezes somos os espinhos que ferimos os outros. Atire a primeira pedra que já não usou uma oportunidade para ferir alguém!

 

Você já foi ferido por um espinho? Você também feriu como um espinho outras pessoas? Espinhos precisam ser arrancados, eles matam, envenenam, ferem, machucam, infeccionam.

 

Todos os espinhos deste mundo estiveram sobre Cristo. Vocês se lembram que até mesmo a coroa dele era de espinhos? Todos os abrolhos desta vida, todos os espinhos do universo, tudo estava sobre Cristo na cruz. Sua coroa era de espinhos, era de abrolhos.

Aceitemos os espinhos de Deus para nos disciplinar: pois o Senhor corrige ao que ama, e açoita a todo o que recebe por filho. É para disciplina que sofreis; Deus vos trata como a filhos; pois qual é o filho a quem o pai não corrija? Hebreus 12.6,7

Não sejamos espinhos na vida dos outros tiremos os espinhos que nos incomodam através do perdão: “Quando estiverdes orando, perdoai, se tendes alguma coisa contra alguém, para que também vosso Pai que está no céu, vos perdoe as vossas ofensas”, Marcos 11.25.

 

Roque Carvalho



Comente: